Olá, meus amores!

Hoje vamos falar de um livro em que fiquei um tempãaao mergulhada: Um dia, de David Nicholls. Antes de mais nada, vamos à sinopse para que vocês entendam tudo melhor:

Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.
Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Pra começar, achei o formato muito interessante. O autor consegue contar 20 anos das histórias dos personagens narrando apenas um dia de cada um dos anos. Confesso que até a metade do livro eu não senti muita emoção na trama; parecia-me que seria um livro interessante, porém sempre bem estável. No entanto, a segunda metade é de tirar o fôlego, e faz tudo valer a pena. Então, se pensa em ler esse livro, recomendo que tente lê-lo no embalo mais contínuo possível, sem parar muito tempo a leitura, para não perder o ritmo.

O livro é super centrado nos dois personagens principais, Dexter e Emma, quase sem tramas paralelas a deles. Creio que este seja um detalhe muito importante para que o leitor não se perca e a leitura seja fácil, visto que a cada capítulo, um ano se passa. Outro detalhe é que o livro em nada é muito meloso; é romântico, mas sem grandes picos de sentimento.


Quem aqui já leu este livro? Eu super aprovo a leitura, valeu para mim a fama que tem.
Um beijão, e até segunda :D


Deixe um comentário